December 10, 2013

PREVISÕES: TABLES, LADDERS & CHAIRS (2013)

card do quinto TLC: Tables, Ladders & Chairs de 2013, que acontece neste domingo, 15 de dezembro, parece fino demais. O Survivor Series, no mês passado, deu a mesma impressão. No final das contas, a duração dos combates não foi o maior problema do Survivor Series. O TLC, portanto, não deve sofrer por isso.

No entanto, há uma quebra, sim. Nos anos anteriores, a WWE foi enfática em relação à temática do pay-per-view, honrando seu nome: além das tradicionais lutas TLC, aconteceriam, também, lutas de mesas (tables), lutas de escadas (ladders) e as estranhas lutas de cadeiras (chairs). Neste ano, apenas uma luta TLC foi anunciada. O tema seguido neste evento, aparentemente, serão as lutas 3 contra 1. CM Punk e Daniel Bryan enfrentarão, respectivamente, os três membros da Shield e os três membros da Wyatt Family. Além do pré-show no YouTube entre Dolph Ziggler e Fandango, outras duas lutas individuais foram anunciadas: AJ Lee defendendo o Divas Championship contra Natalya e Big E Langston defendendo o Intercontinental Championship contra Damien Sandow.

Apesar da WWE estar em dívida com Damien Sandow pelo fiasco do Money in the Bank (fazendo com que ele atacasse o braço lesionado de John Cena e, mesmo assim, sendo derrotado em sua chance pelo World Heavyweight Championship), Big E Langston é uma aposta maior. Mesmo assim, ainda é menos estabelecido que Sandow. O campeão ainda não tem o total controle do plateia, mas está no caminho certo. No Raw de ontem, apenas por encarar Sandow e gritar, conseguiu uma reação do público. Langston precisa de um personagem com características mais fortes: o cal em sua mão pré-luta já é alguma coisa, falta reviver suas contagens de cinco do NXT. A plateia comerá em sua mão. Até lá, no entanto, Langston necessita parecer uma máquina quase imbatível. E ser derrotado por Sandow menos de um mês após conquistar o Intercontinental Championship não fará isso. Vencedor: Big E Langston

Uma rivalidade instável é entre AJ e as Total Divas. AJ, vilã, ensaiou uma mudança quando atacou o elenco do Total Divas. Ensaiou, apenas. Talvez porque, tirando Natalya, Naomi e #quem? Jojo, todas as Total Divas são estranhas. Cameron é detestável, assim como a caricata Eva Marie. As Bellas são um daqueles experimentos que a WWE faz vez ou outras, heroínas vilanescas. Não surpreende, então, a inconstância da rivalidade entre a campeã e todo o elenco do reality show. Natalya ou Naomi seriam as melhores candidatas para destronar AJ. A segunda, talvez fosse uma melhor escolha, já que a canadense Natalya tem, no último ano, perdido muito de seu talento (talvez a teoria de que, em 2008, ela era um peixe grande num aquário pequeno). Há tempo que uma campeã está para aparecer no Total Divas para criar novas situações. Vencedora: Natalya

A luta do pré-show entre Dolph Ziggler e Fandango não tem sentido algum. Não houve interação entre os dois. Nada. Só por chute, então… Vencedor: Dolph Ziggler

A última luta 3 contra 1 que me recordo de ter acontecido em um pay-per-view foi no SummerSlam de 2010, com Big Show enfrentando os três membros masculinos da Straight Edge Society (CM Punk, Luke Gallows e Joseph Mercury). A decisão de realizar dois combates 3 contra 1 em um pay-per-view (que deveria, ao menos, ter um tema a ser seguido) é estranha. Não duvido que as lutas sejam interessantes e tenham uma boa qualidade. Daniel Bryan versus os Wyatts deve ser a melhor das duas, mais pela história sendo contada, com o trio tentando recrutar Bryan. Já Punk versus Shield continua a mostrar o infeliz momentum de Punk. Sem motivo para que qualquer um se importe com ele. Um tempo fora dos ringues pode ajudá-lo. Vencedores: Daniel Bryan / The Shield

Por fim, a luta TLC pela unificação do WWE Championship de Randy Orton ao World Heavyweight Championship de John Cena. Quando Cena retornou de sua lesão e conquistou o World Heavyweight Championship de Alberto Del Rio no Hell in a Cell, imaginei que ele ia ficar de lado, elevando o título e deixar Bryan no topo. Não. Bryan foi jogado para escanteio e Cena voltou ao topo. E lá ficará. Até o WrestleMania XXX, pelo menos. Vencedor: John Cena

 

COTOVELO VOADOR

Tudo sobre luta-livre