Notícias

LUTADOR DO NXT DENUNCIA RACISMO NA COMPANHIA

O lutador do NXT Jordan Myles, conhecido anteriormente no circuito independente como ACH, denunciou pelo Twitter na manhã deste domingo, 27, uma ação da WWE que considerou racista.

Em seu tuíte, Myles marcou o CEO da WWE, Vince McMahon, e o o Vice-presidente Executivo de Talento e chefe do NXT, Triple H, enquanto denunciava uma camiseta vendida na loja oficial da WWE, WWE Shop, por ter conteúdo racialmente ofensivo. A camiseta de cor preta simulava um sorriso vermelho, com os dentes formando o nome de Myles. A imagem parece uma caricatura historicamente utilizada para depreciar negros.

Eu vou continuar a postar isto até que minha voz seja ouvida. Não vou me desculpar por nada que eu diga ou faça.

Representatividade é importante.

Se essa é a “visão” @VinceMcMahon & @TripleH têm de mim, isto é um tapa na cara de  TODOS os lutadores, fãs e torcedores afro-americanos.

Depois da postagem, Myles recebeu apoio e críticas de usuários do Twitter. Muitos concordaram com a comparação, mostrando o exemplo abaixo:

Pouco depois, sem comentários públicos de nenhuma personalidade da WWE, a camiseta foi trocada na loja. Mesmo assim, Myles afirmou que isto não era uma vitória, pelo fato de terem pensado originalmente em um design racista.

Myles foi contratado pela WWE em fevereiro de 2019 e venceu o torneio Breakout do NXT, como prêmio, desafiando Adam Cole pelo título do NXT, sem sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *